22/09/10

TERMINUS 154: CATÓLICOS E MUÇULMANOS

O que distingue um católico dum muçulmano? Muita coisa. Primeira: os católicos adoram um sujeito que era filho dum homem invisível, os muçulmanos seguem um tipo que se achava feio demais para ser representado.
Mais diferenças: os católicos podem consumir álcool, os muçulmanos são a favor da poligamia. Na prática, para os católicos a regra é "até que a morte vos separe", o sagrado matrimónio, UMA mulher; os muçulmanos têm direito a cinco. O que é estranho, porque os católicos é que têm a Santíssima Trindade. Deviam ter direito a três.
Depois vem a parte do pecado. Quem se porta bem, vai para o Céu. Os muçulmanos têm 70 virgens à espera; duvido que que os católicos tenham uma tasca no Céu. Aliás, esta é uma das razões que me leva a pensar que talvez o Céu não seja tão bom quanto querem fazer parecer.
Ir para o Céu é mau. Digo eu. Olhem para Adão e Eva. Expulsos do Paraíso por causa duma maçã. Dizem que não fizeram de propósito. Será que não? Vejam o caso de Jesus. Jesus teve uma vida imaculada, ausente de pecados, resistiu à tentação. A sua pureza levou-o para o Céu. Esteve lá três dias e bazou.
Foi dos poucos conhecidos que, indiscutivelmente, mereceu ir para o Céu e não ficou convencido com as condições que lhe eram oferecidas. Bom... ele ia viver com o pai. Ser filho de Deus também não deve ser fácil. Não há privacidade nenhuma.
"Pai, importa-se de sair do meu quarto?"
"Ó filho, sabes bem que não posso."
O Inferno, por outro lado, deve ser bom. Pensem naqueles que fizeram asneira, curtiram que nem uns doidos, roubaram, mataram, enganaram. Foram parar ao inferno. Quantos é que voltaram para dizer que aquilo não presta?
E para os muçulmanos... 70 virgens? Uma já é difícil de convencer, quanto mais 70! Estão sempre à espera "da pessoa certa" São 70 vezes a ouvir aquela conversa do "Prometes que não me magoas?" ou "Gostas mesmo de mim?" 70 para um. São 70 prendas de aniversário. Imaginem como será no Dia dos Namorados. Faço ideia se houver restaurantes no Céu.
"Era uma mesa para 71."
"Para 71 não tenho. Só 69. Há dois que ficam de fora."
Outra questão nesta cena das 70 virgens. Ninguém fala de idade, peso, altura ou sexo e eu acho que são dados importantes. 70 virgens não significa 70 virgens mulheres. Um gajo pode chegar lá todo convencido e de repente...
Porque isto de ir para o Céu, seja em que religião for, é um acto de compensação. Nós portamos-nos bem, porque estamos à espera de algo bom. Pensem numa criança que se porta bem o ano inteiro para receber uma certa prenda no Natal e chega ao dia e recebe uma porcaria qualquer.
O pessoal, enquanto é vivo, não mata, não rouba, cumpre as regras, vai para o céu e tem:
Opção A, 70 virgens; opção B, ficar sem sexo, sentado numa nuvem a ver quem se porta mal cá em baixo. Passamos a ser chibos. E a denúncia é considerada pecado.
Isso não é o Céu, é o Inferno.

Sem comentários: