20/11/10

TERMINUS 171: NÃO Á TRANSITO OJE

A Cimeira da NATO vai começar hoje e eu estou contente por Portugal ter sido escolhido para albergar tal evento, embora não consiga perceber exactamente porquê. Os grandes jogadores do xadrez geopolítico internacional vão se reunir cá e, sim senhor, é muito bom, mas...
O problema não está no catering. Nisso, nós somos bons. Podemos estar a semana antes ou a semana depois a descongelar sopa a cada refeição, mas enquanto os convidados cá estiverem é uma fartazana que só visto.
Mais vinho! Mais caviar! Eh! Cuidado que o gajo da TVI 'tá a filmar! Escondam as ostras, mostrem só os rissóis!”
Lisboa vai ser uma cidade sitiada durante este fim-de-semana. A Segunda Circular vai estar cortada, o Eixo Norte-Sul também, o IC qualquer coisa, a CRIL, a CREL, a DREL. (Por mais que tente não consigo esconder a minha ignorância em relação às nossas estradas. São demasiadas siglas.) Há voos com destino ao Aeroporto da Portela que foram cancelados; foi restabelecido o controlo nas fronteiras terrestres; veículos nas principais vias de acesso são revistados, assim como os seus condutores e ocupantes.
A Cimeira vai decorrer durante este fim de semana, sabe-se há meses que Portugal ia ser o país escolhido. Quando é que se começou a fazer este controlo de segurança? Há uma semana atrás.
Senhor Primeiro-Ministro, tenho aqui o plano de segurança para o senhor Primeiro-Ministro ver.”
Plano do quê? Tem alguma coisa a ver com o Freeport?”
Não, senhor Primeiro-Ministro. É o plano de segurança para a Cimeira da NATO.”
Cimeira da... Ó homem! Isso é só daqui a não sei quantos meses. Temos tempo.”
Tem a certeza, senhor Primeiro-Ministro?”
Tenho, tenho. Vá-se lá embora. Ah! Antes que me esqueça, adicionei-o no Facebook.”
Muito obrigado, senhor Primeiro-Ministro. Vou já confirmá-lo como amigo.”
Desculpem lá. Entusiasmei-me com esta situação hipotética que, vistas bem as coisas, não está assim tão longe da realidade. Uma semana antes da Cimeira é que começam a vigiar fronteiras, a revistas veículos e a passar com o algodão a ver se tem pó?
Eu não quero ser alarmista, mas... eles, os tais terroristas, já cá estão há muito tempo. Todavia, não estou muito preocupado com isso. Não aprovo o que o Bin Laden e trupe fazem, mas nunca fui directamente afectado por isso. Já conheci pessoas que os usam como desculpa para tudo.
Desculpa querida, estas notícias da Alquaeda...”
Não faz mal querido. Acontece a qualquer um.”
Senhores de pele crestada e barba rala que rezam a Alá não me incomodam. Sejam terroristas ou não. Incomoda-me mais um outro grupo de terroristas, porventura mais nocivo. O seu objectivo é causar o terror junto das pessoas e deixá-las dóceis e desprovidas de vontade para que não contestem nada, aceitem tudo. Sejam aumento de impostos, sejam reduções salariais, o que for. São fáceis de identificar. Usam fato e gravata e vêm cá passar o fim de semana.

Sem comentários: